Domingo, 22 de Fevereiro de 2004

A Pejeira

lobos na serra. É verdade, quem quiser vê-los vá a Lamas do Mouro que lá pode ver um filme onde é exibida uma alcateia desses lendários predadores a deambular pelas serranias do Alto Minho.


Os lobos de que se fala são animais esquivos que não querem nada com os outros designados por humanos, estes bem piores do que os primeiros.


As memórias da minha infância estão povoadas de histórias, umas verdadeiras, outras meras fantasias, fruto da imaginação e das mentalidades da época.


Nas longas noites de Inverno, à volta da lareira e sob a luz pálida da candeia a petróleo, falava-se de actos heróicos protagonizados por homens e feras, de lobisomens e de pejeiras.


Certamente já todos ouviram falar de lobisomens, quanto mais não seja, através dos inúmeros filmes que abordaram o tema. Mas de "pejeiras" ainda não ouviram nada pois não?


Pois aquilo que contavam os mais velhos não eram meras fantasias mas histórias verdadeiras. Todos os filhos varões que numa sequência ininterrupta nascessem em sétimo lugar estavam condenados a ser lobisomens e, nessa qualidade, vaguear de noite pelos montes. Eram criaturas solitárias e esquivas que não se deixavam ver.


Do mesmo modo sucedia com as mulheres. Estas eram as "pejeiras", criaturas mais misteriosas que os lobisomens, misto de mulher e de fera, detentoras de um enorme fascínio e poder sobre as alcateias de lobos que se lhes submetiam e também o tema preferido das histórias de encantar que eu então ouvia.


A pejeira juntava-se a uma alcateia que a aceitava e defendia. Desprendia-se totalmente da família natural, com a qual não voltava a contactar, mas a quem muitas vezes protegia, impedindo o ataque dos rebanhos pela sua alcateia ou por outra que se aproximasse dos seus domínios.


Houve mesmo quem tivesse presenciado estupefacto, durante a noite, em torno de uma fogueira, a pejeira a dividir pelas feras os despojos das caçadas que estas faziam durante o dia.


Coimbra, 22 de Fevereiro de 2004


 


 

Publicado por Eira-Velha às 11:49
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Vale do Tua - Uma paisage...

Momentos...

Antes que seja tarde dema...

Cá se vai andando...

Inverno

Fruta da Época

Cidadania

Novas Construções

Fátima - Uma questão de F...

Around the World "Don't W...

Arquivos

Outubro 2011

Julho 2011

Dezembro 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Novembro 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Outubro 2005

Julho 2005

Maio 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

tags

todas as tags

Laços

blogs SAPO

subscrever feeds